Shimaa D Eashoa Msheekha Bar-YHWH (Ehyeh-Asher-Ehyeh, Adonai, Elohim, El, El Shaddai, El Elyon, El Roi, El Olam)

(Em nome de Jesus Cristo Filho de Deus (Eu Sou O Que Sou, Senhor, Deus, O Forte, Deus Todo-Poderoso, Deus Altíssimo, Deus Que Vê, Deus Eterno)

I M P O R T A N T E! ! !

Meus caros e amados irmãos, a intenção deste blog é simplesmente apresentar alguns estudos e idéias, aproveitando aquilo que nos edifica e refletindo sobre aquilo que não concordamos, de maneira alguma temos a intenção de atingir a fé ou crença alguém. Espero que Deus possa dar entendimento e sabedoria para juntos buscarmos a cada dia mais comunhão e presença de Deus!!! Shalom Adonai!


15 de março de 2016

A SOMBRA DA CRUZ!

fb_5fa4927428fa69d3dc3dc91d2af8c44d
Conta a história que um excelente nadador tinha o costume de correr até a água e de molhar somente um dedo do pé antes de qualquer mergulho.

Alguém intrigado com aquele comportamento, perguntou-lhe qual a razão daquele hábito.

O nadador sorriu e respondeu:

Há alguns anos era eu um professor de natação. Eu os ensinava a nadar e a saltar do trampolim. Certa noite, eu não conseguia dormir, e fui à piscina para nadar um pouco. Não acendi a luz, pois a lua brilhava através do teto de vidro do clube. Quando eu estava no trampolim, vi minha sombra na parede da frente. Com os braços abertos, minha imagem formava uma magnífica CRUZ. Em vez de saltar, fiquei ali parado, contemplando minha imagem. Nesse momento pensei na cruz de Jesus Cristo e no seu significado.

Eu não era um cristão, mas quando criança aprendi que Jesus tinha morrido para nos salvar pelo seu precioso sangue. Naquele momento as palavras daquele ensinamento me vieram à mente e me fizeram recordar do que eu havia aprendido sobre a morte de Jesus. Não sei quanto tempo fiquei ali parado com os braços estendidos.

Finalmente desci do trampolim e fui até a escada para mergulhar na água. Desci a escada e meus pés tocaram o piso duro e liso do fundo da piscina. Haviam esvaziado a piscina e eu não tinha percebido. Tremi todo, e senti um calafrio na espinha. Se eu tivesse saltado seria meu último salto. Naquela noite a imagem da cruz na parede salvou a minha vida.

Fiquei tão agradecido a Deus, que ajoelhei na beira da piscina, confessei os meus pecados e me entreguei a DEUS, consciente de que foi exatamente numa cruz que Jesus morreu para me salvar.

Naquela noite fui salvo duas vezes e para nunca mais me esquecer, sempre que vou à piscina molho um dedo do pé antes de saltar na água….

Deus tem um plano na vida de cada um de nós e não adianta querermos apressar ou retardar as coisas pois tudo acontecerá no seu devido tempo…

Shalom!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito bem vinda.
Só evitem:
-Xingamentos/ Ofensas
-Preconceito
-Spam
-Referências a pornografia