Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

O Gerreiro Espiritual

Imagem
O guerreiro espiritual não é imune às emoções ou circunstâncias negativas. O que o diferencia é a capacidade de observar essas coisas de uma perspectiva elevada, ao invés de ser escravizado por elas. Ele consegue se sentar sobre o caos emocional, falando de luz em meio às suas trevas. Ele constrói alianças estratégicas com guerreiros mais experientes, que sobem com asas como águias, o ensinando a voar e a lidar com suas dificuldades.

Reconstruir é possivel!

Imagem
"...Fundamental mesmo, é gostar da vida, acreditar que podemos mudar, que somos capazes de construir castelos. E reconstruir quantas vezes for necessário,
casas, sonhos e sentimentos, porque somos frutos do amor, que nos empurra para a vitória, ainda que reste apenas o nosso sonho, sempre é tempo de recomeçar."
Mas imprescindível mesmo é a presença de Deus em nossas vidas,
pois ele é o grande carpinteiro, e com seu infinito talento, poderemos transformar madeira bruta em tudo quanto desejarmos e sonharmos em Cristo!

SATANÁS - O ADVERSÁRIO

Imagem
"satanás"(hebraico., lit. "o adversário") é chamado, na verdade, de "o satanás", indicando que se trata mais de um título do que de um nome pessoal. No antigo Testamento, essa designação é usada poucas vezes para ele (1Cr 21, Zc 3.1-2).
No período veterotestamentário, satanás procurou fazer aflorar o que havia de pior na humanidade. Seu caráter de tentador agressivo dos seres humanos e oponente abjeto de Deus é desenvolvido mais detalhdamente no Novo testamento. A ousadia de satanás pode ser observada em seu discurso a Deus e em sua malevolência ao atribuir a Jó motivações torpes. Como ser criado, satanás não é onipotente, onisciente e nem onipresente.Apesar de seus poderes serem amplos e impressionantes, ele opera somente dentro dos limites estabelecidos por Deus e com permissão divina. Satanás é subordinado a Deus e, ao final, será derrotado. Satanás percorre a terra como o espião de um rei em busca de súditos desleais (Jó - Cap 1.7), mas não há motivos …